Dose criativa
Como montar o portfólio ideal

Como montar o portfólio ideal

Montar um portfólio pode parecer mais não é tarefa fácil. Ter um portfólio não consiste só em postar imagens do seu trabalho em algum site, tudo deve ser bem selecionado e sempre revisado. Para ter um portfólio ideal e mostrar seu trabalho maravilhoso para o mundo você precisa fazer manutenção regularmente, atualizar seus projetos e colocar um pouco de amor.

Onde montar seu portfólio

Antes de mais nada, é preciso decidir aonde irá montar seu portfólio, você pode fazer um lindo PDF para arquivos enviados por e-mail, ter um impresso ou até mesmo online. O online é mais usado pois tem uma facilidade maior para acessos em qualquer lugar.
Tenho meu site onde posto meus trabalhos, mas caso você não possa investir em um site, o Behance é uma das minhas plataformas preferidas para portfólio online e gratuito.

Nunca fez encomendas

Você precisa começar a montar um portfólio para que clientes conheçam seu trabalho e comecem a pedir por eles. Fazer projetos pessoais é ótimo para encher seu portfólio de coisas maravilhosas que você sabe fazer, mantendo um padrão com foco no que você quer trabalhar futuramente.
Ex: Antes eu trabalha com aquarela, agora trabalho com ilustração vetorial, logo em meu portfólio coloco meus trabalhos mais recentes com ilustração vetorial pois não quero realizar jobs em aquarela.

Você não precisa negar trabalho, mas deve selecionar bem suas escolhas para o portfólio. Essa é uma dica que funciona bem comigo, pois o cliente vai saber através do seu traço se é o que ele realmente procura.

O portfólio ideal

1. Escolha bem suas ilustrações
Seus trabalhos devem ser selecionados como quem escolhe feijão. Não basta jogar qualquer trabalho em sua página e esperar a mágica acontecer, um portfólio deve ser feito com carinho. Sei que é difícil escolher dentre tantos trabalhos maravilhosos apenas um que seja digno de ser apresentado, mas você deve ser rigoroso na hora de escolher sua arte.

2. Detalhes. 
Acho muito interessante a ideia de poder ver com a mão, tocar e sentir as texturas, sentir o papel, mas no mundo digital não é bem assim. Uma pessoa não sentirá seu trabalho tocando, e sim olhando por um monitor e é sua missão fazer com que ela sinta-se desfolhando um lindo impresso. Então se liga nos tópicos abaixo!

3. Rascunho.
Mostrar o processo criativo do seu projeto é muito aconchegante e faz o cliente conhecer o seu lado criativo, onde você se esforçou muito para chegar onde chegou, faz com que ele sinta e veja seus erros e acertos e assim se interessar pelo resultado final.

4. Fale sobre.
Falar sobre o processo criativo, o que te deu inspiração, o que aquela ilustração representa, o que você sentiu ao desenhar. Isso trás uma sensibilidade, mostra que você não é só um cara que ilustrou algo, mas que foi feito com coração e personalidade! Se coloque em seus projetos.

5. Atualize sempre. 
Um trabalho maravilhoso hoje pode não ser tão bom amanhã. Isso faz parte da nossa evolução, a cada dia ficamos melhores, mudamos um pouco o traço e é importe manter o portfólio atualizado fazendo uma limpa nos seus jobs antigos e colocando os novos para brilhar.

6. Arte final.
Mostrar o trabalho completo e destacar partes que as vezes ficam desapercebidas no todo. Quando um trabalho de ilustração é cheio de elementos, ou detalhes pequeninos, vale colocar essas belezuras em evidencia. O cliente se sentirá como se aproximasse um papel de seu rosto para enxergar detalhes.

Eu tento aplico estas dicas no meu portfólio, sempre capricho mais no Behance pois a maioria das minhas visitas vem por lá, então super recomendo que você comece hoje a mostrar seu trabalho pro mundo, criar projetos pessoais e se desafiar. Vou adorar também que deixe o link pra mim aí nos comentários para eu conhecer sua arte.

quando seu trabalho estará realmente bom
Definir paleta de cores para ilustração
Calendário 2018: 12 Arcanos Maiores